Blog

28
jan

Por que estagiar antes de receber o seu diploma?

estágio

Quando pensávamos no ciclo de vida normal de uma pessoa há poucos anos atrás, ele  provavelmente seria: ir para a escola, ingressar na faculdade e depois de formado entrar no  mercado de trabalho. Estas etapas da vida de uma pessoa eram normalmente separadas e  não havia nenhum problema nisso.

Mas essa não é mais a realidade da maior parte da população, seja por necessidade ou,  melhor ainda, por desejo. Se você não tinha parado para pensar sobre isso ainda, ou se  interessou em saber um pouco mais, acompanhe esse breve post que preparamos para você!

 Por que mudou?

“Porque sim” ou “porque o mundo mudou também” ou até “porque foi necessário” são  algumas respostas impulsivas que de cara daríamos a tal questionamento. Vamos  desdobrá-las, então, e ir na linha da seguinte afirmação: “quem não se atualiza já está  sendo deixado para trás.”.

Vamos abordar abaixo alguns motivos relevantes sobre essa mudança gerada na vida das  pessoas. Para o maior aproveitamento da sua atenção aqui, não vamos abordar questões de necessidades financeiras ou pressões de família e sim focaremos em questões mais voluntárias, você já vai entender.

O que gerou a mudança?

A grande resposta para essas perguntas é a necessidade de responder a velocidade que o mundo está crescendo, isto é: tudo gira em torno de resiliência. Se você optar por se dar ao luxo de não acompanhar as mudanças tecnólogias e econômicas, você está sendo empurrado para o final da fila do mercado de trabalho. Um exemplo comum e talvez o maior deles é entrar no mercado de trabalho antes mesmo de se formar na faculdade. É fato que quem já se engaja com algum estágio durante a faculdade e quem apenas aguarda para buscá-lo com o diploma na mão não tem o mesmo nível de performance. Por quê? Aqui vão algumas sugestões:

O óbvio e nada incomum: a sala de aula por si só não prepara para o mercado. Diploma não atrai vaga de emprego, sua proatividade sim!
A concorrência aumentou em uma escala tão grande que é 20x mais difícil de ser aceito para trabalhar no Google do que em Harvard, segundo o livro Work Rules. Já pensou?
Você já pesquisou quantas pessoas colam grau por ano no seu curso? Não se assuste!
Diversas empresas – geralmente as mais novas – preferem contratar universitários e treinar essas pessoas do seu modo ao invés de pessoas já “prontas” e, às vezes, viciadas.
Diversas empresas estão investindo alto em programas de estágio com treinamentos.

E então você começa a notar que a faculdade não é uma etapa isolada e sim totalmente relacionada e mesclada com a sua entrada no mercado. São diversas as oportunidades ainda no meio acadêmico de experimentar o sabor do mercado e, acredite, as empresas valorizam isso na decisão de contratação.

Questione-se

Desse modo, o grande canal para sair da frente ainda no período acadêmico é se engajar com iniciativas que fomentem o empreendedorismo na universidade. As empresas estão valorizando cada vez mais jovens ativos na sociedade e não aqueles que aguardam as oportunidades caírem do céu, afinal, as melhores oportunidades chegam justamente para os que batalham duro todos os dias por ela!

Se você está trabalhando, já parou para pensar qual impacto no seu crescimento profissional o seu trabalho está gerando para você? Ou se não está, não perca tempo: atualize o seu LinkedIn e fique antenado nas ofertas que estão bombando agora no início do ano!

transformar-linkedin-porta-entrada-estagio

Escrito por Cristina Ziebarth
cristina.ziebarth@resultadosdigitais.com.br

Leave a Reply